Indicadores cruciais 2 ou 3?


Estimado leitor,

Estou habituado a desenvolver indicadores gerenciais, painéis de bordo e mecanismos de apoio à tomada de decisão.

Houve uma época na minha vida profissional que eu trabalhava com o Gráfico Radar de análise de 40 a 50 indicadores de desempenho, o que me tomava um grande número de horas de avaliação e processo de decisão. Parece que quanto mais informações temos mais complexo é o processo.

Mais recentemente passei a me concentrar nos indicadores cruciais, sem desprezar é claro os demais indicadores.

Os indicadores cruciais são os essenciais para uma tomada de decisão imediata.  No início eu tinha 10 indicadores cruciais e aos poucos fui reduzindo, reduzindo e agora chego ao número de 2 a 3.

Por que esta quantidade? Porque o foco fica muito maior. No caso de 3 indicadores me recordo da figura da Santíssima Trindade, O Pai, O Filho e O Espirito Santo. Creio que mesmo em questões divinas 3 é um número que conseguimos gerenciar.

Dois indicadores, porque tudo na nossa vida é dual. No marketing sempre destacamos os dois primeiros lugares, buscando segmentar o mercado para atingir esta marca. Dia, noite; alto, baixo; gordo, magro; homem, mulher; enfim tudo em nosso mundo é dual.

Pois então resta o dilema: Indicadores cruciais: 2 ou 3?

Uma outra questão de relevância é quão estável está o processo que vem sendo gerenciado pelo indicador.

Tomando por exemplo os meus blogs.

Vimos no meu artigo anterior que tenho 5 blogs mais ativos, quais sejam, designados por letras:

P- http://purgly.blogspot.com

M- http://mastersuno.blogspot.com

K- http://konektigi.blogspot.com

D- http://drbachflower.blogspot.com

B- http://biometrio.blogspot.com

Daqui para a frente, neste artigo, passarei apenas a designar as letras para identificar os blogs para efeito de simplificação.

Os dois indicadores cruciais que adotei são V/DeltaV e T/B isto é, visitas aos blogs e variação de visitas sendo o primeiro indicador, e tempo de permanência com bauce rate como o segundo indicador.

Muito bem, montada tabela, feita a análise diária, tomadas as decisões que podem ser 2:  colocar conteúdo novo e/ou ajustar o tipo de conteúdo ou divulgar e melhorar o conteúdo existente, diariamente, passamos a analisar o desempenho do sistema ao longo do tempo.

Aí entra a questão da estabilidade. Confesso que no meus blogs me preocupa a instabilidade e a grande variação do número de visitas de um dia para outro de um blog para outro.

Quando olho os gráficos gerados pelo Google Analytics me assusto com o  Yô-Yô  de altos e baixos no dia-a-dia dos indicadores.

Como de costume na mídia, as respostas dos leitores são sempre de curto prazo. Anunciou, respondeu. Parou de anunciar, ficou esquecido. Assim foi, assim é, e assim será. Por isso é tão importante a propaganda em todo o negócio.

Daí vejo hoje a necessidade que tenho de anunciar continuadamente, o que toma muito tempo e exige muita dedicação.

A variação bipolar dos gráficos indica que o sistema está instável. Em servo-mecanismos aprendemos sobre estabilidade de sistemas e o exemplo clássico é o uso do chuveiro para o banho.

Abrimos o chuveiro e  vem a agua fria. Esperamos um pouco até a agua esquentar e se isso demora a acontecer diminuímos o volume de agua para aquecer mais. Só que aí a agua fica muito quente e abrimos o chuveiro para esfria-la. Quando estamos sem paciência de esperar o processo estabilizar pode ocorrer que ao invés de ajustarmos o chuveiro rapidamente o processo venha a demorar muito mais. Por que? Pela falta de estabilidade. Isto é o tempo de resposta da temperatura da agua é mais lento que o da nossa ação de mudar o volume girando a torneira. O processo fica cada vez mais instável cada vez que fazemos alterações sem esperar o sistema estabilizar.

Vejam um exemplo, do blog P, comparado com o blog B, em dezembro:

Blog V/dia – Dia:   23  24  25  26  27  28  29

P- 17  21  14  33  30  37 43

B- 08  10  11  13  20  20 19

Gosto da comparação 2 a 2 que é de fácil análise, novamente pela questão do sentido dual. Exemplo: Coca ou Pepsi? O que será hoje no almoço?

Na tabela acima, vemos que a tendência é de crescimento, o que pressupõe que a estratégia adotada está correta.

Ou seja, em P começamos a semana com 17 e terminamos com 43 visitas e em B começamos com 08 e terminamos com 19, representando um crescimento de 152% no primeiro caso e de 137% no segundo.

Mas, todos sabem que  muito mais difícil do que atingir uma meta é mantê-la.

Pode-se num esforço atingir um determinado número, mas manter-se nele é uma outra questão.

Quem são os visitantes dos meus blogs?

1- Visitantes esporádicos que vem atrás de alguma informação específica ou que são gentis e visitam o blog a meu pedido, sem contudo se identificar com ele.

2- Visitantes frequentes que tendo se identificado com alguma matéria ou assunto voltam para obter mais, sem contudo criar o hábito do retorno.

3- Visitantes assíduos, leais ao tema que visitam o blog, revisitam para ver se encontram alguma novidade, vão para paginas anteriores enfim “curtem” o assunto. Pergunto, será que estes visitantes ao usar o Google Reader por exemplo, passam a ter o conteúdo diário sem contudo ir ao blog, visita-lo e conseqüentemente ver os anúncios? Será que perdemos os visitantes assíduos da nossa estatística e convém mais trabalhar na busca dos sempre novos através dos mecanismos de pesquisa?

Que tipos de visitantes queremos  ter em nossos blogs? Os 3 tipos é claro, mas preferencialmente os visitantes habituais, é claro. E aí entra o conceito do funil do Google. O que fazer para levar o nosso visitante esporádico a ser um visitante habitual?

A resposta para esta pergunta é dada pelo próprio Google: conteúdo único, inédito, relevante e que seja coerente com o título e com o assunto que a pessoa vem buscar, postado com qualidade e numa freqüência sistemática.

De nada adianta atrairmos um leitor para um assunto se o conteúdo é de outro.

Por exemplo, por que será que  no dia 25 P caiu para 14?

O  que acontece se pararmos de anunciar?

Como está a estabilidade do sistema?

Outra estatística interessante é a análise do Google AdSense.

Profissionalizar um blog no meu entendimento é gerar receita com o mesmo.

A única ferramenta que conheço capaz de fazer isso é o Google AdSense.

Pelos resultados obtidos até agora ganhei meu primeiro dolar (do qual muito me orgulho) depois de 2000 visitas aos blogs.

Então se quero ganhar 100 dolares no final de 2010, preciso ganhar em media 10 dolares por mes e para isso preciso ter 20.000 visitas por mes nos blogs.

Ora, se hoje a minha média de visitação é de 28 ao dia em P e de 14 em B, o que eu preciso fazer para subir de 28+14= 42 para 700 visitas por dia?

Em quanto tempo consigo alcançar o esperado crescimento de quase 20 vezes no número de visitação e o que eu preciso fazer para chegar e sobretudo me manter nisso? E isto para se ganhar 100 dolares em um ano. Compensa? É preciso se gostar muito do que se faz para se ter sucesso com este negócio.

Qual a sua opinião estimado leitor?

Um abraço,

Jorge

Anúncios

Etiquetas: , , ,

2 Respostas to “Indicadores cruciais 2 ou 3?”

  1. Adelson (Gerenciando Blog) Says:

    Olá, Jorge!

    Como sempre, acho muito interessante a análise estatística que você faz de seus blogs. Parabéns pelo trabalho!

    Quanto à profissionalização ou monetização (que é um termo bastante utilizado) dos blogs, o Google Adsense é mesmo a ferramenta mais simples e conhecida existente. Existem diversas outras opções, como o NetAffiliation e os programas de parcerias de empresas como o Submarino e o Buscapé. As opiniões divergem quanto ao melhor, mas o Google Adsense costuma ser o mais utilizado, por sua simplicidade e o nome Google por trás dele.

    Em todos eles, é necessário gerar tráfico antes de gerar dinheiro. Ou seja: a principal preocupação é ter um número elevado de visitantes. Os rendimentos costumam ser proporcionais.

    Vejo dois caminhos: você pode escrever por prazer e se aproveitar do dinheiro como uma “conseqüência”, ou então criar blogs exclusivamente para ganhar dinheiro. Como um exemplo extremo, cito o caso de um amigo, que só começou a ganhar dinheiro quando criou um site com conteúdo pornográfico, utilizando programas de parcerias focados. O ganho foi imediato!

    Particularmente, optei pelo primeiro caminho. Meus ganhos até hoje foram insignificantes. Agora que começo a pensar mais seriamente sobre o assunto.

    Fico à disposição para irmos trocando experiências sobre o assunto.

    Um abraço e um ótimo 2010 para você!

  2. purgly Says:

    Estimado Adelson, muito obrigado por seu comentário. É um prazer e ao mesmo tempo uma honra merecer sua atenção nesta resposta bem detalhada.
    Tenho uma pergunta simples:
    Como faço no blogger para criar links de uma página para outra ou de um blog para outro?
    Para que serve a linha link abaixo do titulo quando a gente vai fazer uma nova postagem?
    O que significa Adicionar link de compartimento e como se usa o botão link?
    Adelson, no meu caso também a monetização pode ser uma consequência, mas o uso das ferramentas gerenciais faz a atividade ser bem mais interessante.
    Como faço uma página de índice remetendo para outras páginas do blog?
    Finalmente, recebi no dia 31.12.2009 permissão para tornar público o blog da FCU – Fraternidade Cristiana Universal com imagens bem legais.
    Visite em http://universotrade.blogspot.com
    Um forte abraço,
    Jorge

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: